Image Map

Imagine Niall Horan | Only Mine (Pedido)

em 8 de maio de 2016 |


Pedido por: Gisele Santos
Desculpe a demora, Sweet ♥

É tão triste não poder estar com a pessoa que você ama sempre que quiser; não poder tocá-la em público ou ter que tomar todos os cuidados possíveis na hora de ligar ou mandar uma mensagem para a pessoa, mas por amor você acaba aceitando qualquer coisa.
“Não ligue fora o meu horário de trabalho, provavelmente estarei em casa.”
“Caso me veja na rua, finja que não me conhece mesmo que eu esteja sozinho, será melhor assim.”
“Nunca, em hipótese alguma vá a minha casa, nem por alguma emergência.”
“Não vá ao meu trabalho, nunca vou misturar esse lado pessoal com o meu profissional, até por que eu tenho vários amigos no trabalho.” 
“Não deixe marcas, batom na camisa ou marcas no corpo. Caso aconteça tudo entre nós estará acabo."
Mesmo com todas as regras e restrições eu me sinto feliz.
A sensação de tê-lo em meus braços, sentir seus beijos e toques, ouvi-lo dizer que me ama faz qualquer coisa valer a pena, mesmo que seja por tempo limitado.
Mas a parte triste chega tão rapidamente como a parte boa.
Assim que ele passa pela porta para voltar para sua casa e ser recebido por sua namorada, meu coração se quebra um pouco. É muito injusto você fazer uma pessoa feliz e ter que se esconder por isso.
Eu tenho um caso com Niall Horan há quase um ano e eu não me envergonho em ser uma amante, eu o amo, ele me ama e nós fazemos um ao outro feliz. A única coisa que eu odeio em ser a outra é que tudo com a namorada vêm em primeiro.
Ultimamente eu estou achando que o Niall está me ignorando, faz duas semanas que não nos vemos, eu ligo, mando mensagens e não tenho resposta. Isso nunca aconteceu antes.
Meu coração se aperta somente com o pensamento dele me deixando, depois de tudo o que nós passamos eu o amo, amo demais.
Estou me sentindo tão triste por esses dias que eu saio para esfriar a cabeça sempre bem cedo indo a uma cafeteria. Hoje não foi diferente, entrei na cafeteria praticamente vazia e me sentei na mesa do fundo, pedi um café expresso e esperei meu pedido chegar.
Eu saio sempre de manhã para tentar ocupar minha mente com algo e não ficar pensando no Niall, mas isso é impossível e nunca da certo. Eu sempre fico como estou agora, brincando com o porta guardanapo enquanto meu pensamento voa para um mundo ao qual nada funciona sem o Niall.
Ele poderia ter me mandado uma mensagem dizendo o que aconteceu, eu não sou sua namorada, mas acho que mereço alguma satisfação.
Meu café chegou e eu agradeci o rapaz que o trouxe e tomei um pequeno gole, coloquei o copo sobre a mesa passando meu dedo sobre a borda a fim de me distrair. Ao que eu olhei para frente eu quase cai para trás, sem que eu tivesse percebido a cafeteria encheu e com isso Niall se encontrava sentado na mesa à minha frente com sua namorada.
 Sem perceber prendi o ar sem querer ao que seus olhos se encontraram com os meus, sua pele pareceu ficar mais pálida e sua boca abriu levemente.
Nunca achei que iria doer tanto vê-lo com a namorada.
Ele desviou o olhar e por longos minutos se quer me olhou, como se eu não fosse ninguém que ele conhecesse.
Suspirei assistindo a namorada se levantar e ir à direção que eu sei ser o banheiro e me levantei, eu quebraria uma das regras e não me importo com isso, só preciso de uma explicação.
Caminhei em sua direção e no meio do caminho até sua mesa ele me olhou e negou com a cabeça apavorado, sem dar muita importância eu apenas continuei até parar de pé a sua frente.
— O que aconteceu? Por que você sumiu e não atende as minhas ligações? — sussurrei para que fosse audível apenas para ele.
— O que você esta fazendo aqui? Se a Ellie te ver eu estou morto. — o desespero era notável em sua voz.
— Eu te fiz uma pergunta, Niall. — cruzei os braços.
— Eu não pude sair, Ellie está desconfiada e ficou no meu pé, você não parava de ligar e eu troquei de número.
— Você não podia ter mandado uma mensagem explicando ou algo do tipo? — suspiro — Isso só mostra o quanto você se importa comigo.
— Amor, eu me importo com você. — ele olhou em meus olhos — Eu te amo, (seu nome).
— É o que você diz...
— Eu estou falando a verdade, o que eu sinto. Mas eu não posso mais ir à sua casa durante um tempo e você estando aqui não é uma boa ideia.
— Eu só quebrei a sua regra para vir cobrar uma explicação que achei que eu merecia sab-
— Você tem quer ir! Vai rápido! 
Ele me interrompeu enquanto olhava para trás de mim que é a direção do banheiro, provavelmente a namorada esta voltando. Ele ao menos se importa com o que eu sinto.
O olhei pela ultima vez e caminhei devagar em direção ao caixa.
— Quem era aquela, amor? — pude ouvir Ellie dizer.
— Ninguém importante!
Ninguém importante...
NINGUÉM importante...
Meu coração não poderia doer mais, enquanto ele é a pessoa mais importante da minha vida, eu sou ninguém importante para ele.
Tentando a todo custo não deixar as lágrimas em meus olhos escorrerem, eu paguei o café e sai de cabeça baixa da cafeteria. Caminhei de volta para casa e no meio do caminho eu não consegui segurá-las.
Entrei em casa e fui direto para minha cama onde continuei chorar até pegar no sono.
◆◇◆
Acordei com o barulho insuportável da campainha que estava a ponto de fazer minha cabeça explodir de tanta dor.
Passei as mãos por meu rosto me arrastando até a porta abrindo-a, ao levantar o olhar vejo o Niall e tento fechá-la novamente, mas ele a segura e entra na minha casa.
— O que você quer aqui? Aqui não mora ninguém importante, dá o fora. — falei segurando o choro.
— Não leve a serio o que eu disse, não era verdade, eu apenas disse. — ele acariciou meu rosto me fazendo olhá-lo.
— Levando em conta como passei as últimas semanas sem um sinal seu, tudo me leva a crer que o que disse não passou de verdades. — as lágrimas desceram sem controle — Como você ficaria ouvindo a pessoa que você ama dizendo que você é um nada na vida dela?
— Nada bem... — ele sussurra.
— Isso machuca Niall, machuca mais do que se eu estivesse sendo perfurada por mil espadas. Eu poderia ouvir isso de qualquer pessoa, menos de você.
— Me desculpe, meu amor... — ele me abraça colocando minha cabeça em seu peito — Eu não deveria te dito aquilo, nem mesmo sendo uma mentira.
— Eu te amo, Niall... Te amo muito.
— Eu também te amo, (seu apelido). — ele seja nossos lábios e segura minha mão — Vem! Eu tenho todo tempo do mundo para cuidar de você. — ele me leva em direção ao quarto.
— Quem me dera que fosse assim mesmo... — suspiro.
— Eu tenho todo tempo do mundo para cuidar da mulher que eu amo, minha namorada.
— Acho que você está bêbado... Eu não sou a sua namorada. — digo com pesar.
— Você está dizendo não ao meu pedido de namoro? — ele faz bico parando de frente para minha cama.
— Eu sei que é só uma brincadeira, você já tem uma namorada.
— Se você disser não eu não terei. — ele riu.
— Mas e a-
— Não tem mais Ellie. — ele me cortou — Agora só terá Niall e (seu nome) e (seu nome) e Niall... Se você aceitar é claro.
— É claro que eu aceito... — pulei em seu colo o abraçando fazendo que nós dois caísse sobre a cama — Eu mal posso acreditar.
— Pode acreditar namorada. — ele sorri me virando na cama e ficando por cima — Eu te amo, namorada!
— Eu te amo, namorado! — sorrio — E eu ainda não esqueci, você ainda tem que cuidar de mim. — rio o olhando nos olhos.
— Talvez uma porção de beijos funcione.
Niall ri e começa a distribuir vários beijos por meu rosto, pescoço e lábios enquanto faz cócegas em minha barriga.
Mesmo com o episódio de mais cedo eu não poderia estar mais feliz, agora Niall é só meu e eu não preciso mais ser apenas a outra.

Hey Angels!
Já, já estarei de volta ♥^.^♥


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hey! Obrigada por comentar! ♥
— Por favor, se comentar em anônimo deixe seu nome, apelido ou o que preferir no final do comentário como assinatura.
— Não use xingamentos e não desrespeite qualquer membro deste blog, desde leitores á autores.
— Comentários maldosos serão apagados.
— Críticas construtivas são bem aceitas.
— Cada um tem sua opinião, então respeite.
— Não esqueça que seu comentário nos anima a postar cada vez mais.