Image Map

Imagine Louis Tomlinson | Vampire (Pedido/Hot)

em 30 de outubro de 2016 |


Pedido por: Letycya Thaysla e Patricia
Desculpem a demora, os pedidos eram semelhantes então eu fiz os pedidos juntos

Louis empurrou (seu nome) fazendo com que ela soltasse um gemido baixo entre o beijo ao sentir suas costas baterem fortemente na parede. O beijo era rápido e as mãos do rapaz rasgava toda a roupa de sua namorada, quando ela já estava nua, ele a levou da sala ao quarto no segundo andar em questão de segundos, foi tão rápido que (seu nome) estranhou, mas isso não a impediu ser jogada na cama.
Louis despiu a si mesmo mantendo seus olhos cheios de luxúria conectados aos da sua namorada que não estavam diferentes. O desejo era palpável naquele quarto e assim que (seu nome) viu o namorado nu deu um sorriso safado.
Louis ficou de joelhos na cama pegando um dos pés de (seu nome) começando a beijar seu tornozelo subindo os beijos para sua perna e quando beijou a sua coxa, uma vontade imensa de mordê-la tomou conta dele e foi o que ele fez. Louis deu uma mordida forte e funda que fez (seu nome) gritar e as luzes piscaram no segundo seguinte. O mesmo ato repetiu na outra coxa, depois cintura, braços e pescoço; todos esses lugares ficaram doloridos com dois furinhos vermelhos que escorriam um pouco de sangue.
— Seu sangue tem um gosto maravilhoso... — ele sussurra com seus lábios próximos ao ouvido da namorada a fazendo arfar — Se eu pudesse sugaria até a última gota. — ele ri baixo e beija o local que mordeu.
(Seu nome) não achou normal o ato e até mesmo a fala do namorado, mas estava tão absorta que deixou se levar pelo momento.
Louis beijou do pescoço a boca da garota onde mais um beijo bruto se iniciou, ele mordeu o lábio de (seu nome) fazendo sangrar, adicionando o gosto de sangue ao beijo. 
Louis acariciou a intimidade da namorada brincando com seu clitóris e (Seu nome) separou seus lábios gemendo baixo, fechando seus olhos para sentir com mais intensidade o toque de seu namorado.
Louis beijava a clavícula de (seu nome) e deslizou dois dedos para dentro dela movimentando-os lentamente em provocação sorrindo satisfeito ao vê-la inquieta pedindo por mais. E só então depois de um tempo ele atendeu ao pedido movimentando seus dedos mais rápido e adicionando um terceiro dedo.
Os lábios de Louis deslizaram pela pele leitosa de sua namorada e param no ombro da mesma onde ele cravou seus dentes saboreando o líquido sem chamar muito a atenção da garota, que concentrada no prazer que seus dedos a proporciona, e logo depois tira suas presas da pele dela passando sua língua sobre os profundos buracos de seus dentes minando sangue.     
— Eu... Eu quero... Você. — (seu nome) diz entre gemidos apertando suas unhas na pele do namorado.
Atendendo mais uma vez o pedido da garota, Louis retira seus dedos de dentro dela e posiciona seu membro na entrada da namorada o empurrando para dentro de uma só vez. O barulho da cama e do gemido alto de (seu nome) tomaram conta do quarto e Louis apenas apertou os olhos com os lábios entreabertos sem emitir som algum. A estocadas seguidas da primeira foram acompanhadas pelo barulho da cama batendo contra a parede e alguns gemidos baixos de Louis se misturando aos de (seu nome).
Corpos suados, alguns minutos depois o lugar parecia pegar fogo, (seu nome) atingiu seu ápice e na mesma hora a luz do quarto  estourou fazendo estilhaços do vidro caírem no chão deixando-os a luz da lua que invadia a janela iluminando o quarto. Não foi preciso muito mais para que Louis deixasse o líquido símbolo de seu prazer jorrar dentro de (seu nome) enquanto um gemido alto e rouco cortava sua garganta.
...
Meio zonza pelo sono, (seu nome) se sentou na cama passando as mãos pelos fios rebeldes de seu cabelo que estavam em várias direções diferentes e notou que Louis não estava mais na cama. Ela levantou cambaleando em direção ao banheiro nem se dando conta de estar nua e abriu a torneira da pia jogando água em seu rosto na tentativa de espantar o sono e ela conseguiu assim que levantou seus olhos para se olhar no espelho.
Piscando os olhos repetidas vezes (seu nome) checava se estava mesmo vendo aquilo, havia marcas de dentes em quase todo lugar de seu corpo e ela sabia muito bem a quem ou a o que pertenciam. Ela levou seus dedos a seu ombro deslizando-os sobre os pequenos furinhos.
— Bom dia, meu amor. — Louis adentrou o banheiro apenas de cueca e abraçou a namorada por trás beijando-a no ombro.
— Por que não me disse o que era? — Louis levantou seu olhar para o espelho lembrando-se das marcas que deixou no corpo dela — Ah... Isso.
— Ah... Isso? Não tem nada de “ah... Isso". Você deveria ter me contado antes. — (seu nome) encara o namorado pelo espelho.
— É só um detalhe sobre mim, nada de muito importante. Me desculpe o exagero, mas você é gostosa por completo. — ele riu baixo, mas viu o olhar sério da garota.
— Não faça brincadeiras... Eu merecia saber. 
— Não é como se você não me escondesse algo. Aliás, temos que comprar lâmpadas novas para quase toda a casa... Você tem que se controlar um pouco mais. — ele deixou um beijo sobre a nuca da garota.
— Okay, você me pegou. Mas não banque o sanguessuga comigo, peça permissão antes de querer provar o meu gostinho novamente. — (seu nome) se vira nos braços de Louis o abraçando pelo pescoço.
— Você que manda, bruxinha, mas não me usa como cobaia nas suas macumbarias. — ele ri e (seu nome) bate de leve em seu ombro.
— É magia, idiota!
Em meio a risos os dois se beijam intensamente apertando seus corpos um contra no outro exterminando qualquer espaço entre eles. Louis, sem permissão, morde o lábio inferior de (seu nome) adicionando o gosto metálico ao beijo, essa é uma mania que ele não consegue evitar.


Visitem:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hey! Obrigada por comentar! ♥
— Por favor, se comentar em anônimo deixe seu nome, apelido ou o que preferir no final do comentário como assinatura.
— Não use xingamentos e não desrespeite qualquer membro deste blog, desde leitores á autores.
— Comentários maldosos serão apagados.
— Críticas construtivas são bem aceitas.
— Cada um tem sua opinião, então respeite.
— Não esqueça que seu comentário nos anima a postar cada vez mais.