Image Map

Imagine Harry Styles | Birthday (Pedido)

em 27 de abril de 2015 |


Birthday
Estou esperando meu marido para comemorarmos meu aniversário e matar as saudades, somos casados há vinte anos e temos dois filhos, Darcy de quinze e Edward de dezessete. Harry, meu marido, está em turnê desde o mês passado e hoje ele chega do Japão, Darcy e Edward saíam para nos dar mais privacidade.
Eu estou sentada no sofá com um roupão cobrindo a lingerie que eu comprei especialmente para essa ocasião, meus cabelos estão soltos caídos sobre meus ombros e o cheiro do hidratante corporal presente em minha pele.
Ouvi um barulho de carro lá fora e fui até a porta abrindo-a. Harry desceu da vam com suas malas e quando me viu deu um lindo sorriso, sorri de volta e ele veio em minha direção.
- Oi amor! - selou nossos lábios - Eu estava morrendo de saudades. - passou por mim e deixou às malas ao lado da porta
- Eu também estava... - abracei-o por trás passando às mãos em seu peitoral por cima da sua camisa
- Onde estão às crianças? - virou-se de frente para mim, segurando minha cintura e olhando-me nos olhos.
- Foram para casa de amigos, estamos apenas você e eu em casa... Sozinhos. - deslizei minhas mãos para debaixo de sua camisa, acariciando sua barriga.
- Hoje não amor, estou muito cansado da viajem quero tomar um banho e ir para cama. - beijou minha testa
- Mas Harry hoje...
- Amanhã... Prometo te recompensar. - disse me interrompendo
Harry me deu um selinho rápido nos lábios e subiu às escadas me deixando sozinha na sala, andei devagar até o sofá e me sentei tentando segurar às lágrimas, ele havia se esquecido, depois de vinte anos de casados ele esqueceu meu aniversário.
Quando percebi eu já chorava, abracei meus joelhos apoiando a cabeça nos mesmos não contendo às lágrimas, todos haviam se lembrado, meus filhos, Anne,  Gemma, minha família, nossos amigos, menos o amor da minha vida. Tudo bem que ele estava ocupado, mas isso não justifica.
Depois de um tempo sozinha na sala resolvi ir dormir, enxuguei o rosto com as costas das mãos e subi às escadas. Harry estava no seu lado da cama deitado de bruços com seus braços passados debaixo do travesseiro, uma cena linda de ver.
Sentei na cama encostada na cabeceira e passei uma de minhas mãos em seus cabelos ainda úmidos, seu rosto sereno parecia de um anjo ou de uma pintura milimetricamente perfeita e bem desenhada.
Deitei-me virada de costas para ele, puxei o cobertor me cobrindo até a altura dos ombros, esperei o sono chegar até ser dominada por ele.

Harry POV
Acordei e (seu nome) ainda dormia, levantei-me indo até o banheiro e fazendo minha higiene pessoal, depois que terminei desci as escadas indo à cozinha onde encontrei Darcy e Edward tomado café.
- Bom dia filha... - depositei um beijo em sua testa - Bom dia filhão. - fizemos um toque
- E ai pai? Como foi a noite? - Edward perguntou enquanto eu me servia
- Ótima... É tão bom estar em casa. - sorri enquanto passava geleia no pão
- O que o senhor deu para a mamãe? - Darcy me olhou com expectativa
- Como assim? - perguntei sem entender
- De presente!
- Bom... Nada! - deu de ombros
- Então o presente foi algo mais intimo?! - disse Edward sorrindo com malicia
- Não... Porque estão me fazendo essas perguntas? - olhei-os desconfiado
- Ontem foi o aniversário da mamãe... O senhor não esqueceu né?! - Darcy me olhou esperançosa e eu bati levemente em minha testa
- Esqueceu! - me encarou - A mãe estava tão animada que o senhor ia chegar, eu até sugeri que eu e Darcy fôssemos dormir na casa do Andy para deixar vocês a sós... O que de nada adiantou. - levantou levando o copo até a pia
- A mamãe de estar tão chateada...  Eu vou lá falar com ela. - Darcy ameaçou levantar e eu seguirei sua mão
- Deixar que eu vou... E aproveito e levo o café na cama para ela. - sorri minimamente
- Vê se não esquece! - disse Edward e passou por mim indo até a sala
- Não erra de novo pai... A mamãe é alérgica a glúten. - Darcy disse me lançando um olhar decepcionado antes de sair
- Eu sei disso! - faleis baixo e suspirei
Coloquei às louças que eu havia usado na pia, fui até o armário e peguei a maior bandeja que encontrei, andei até a geladeira e peguei o suco que laranja, coloque em cima da mesa pegando em seguida o queijo, uma fatia de mamão, bolacha e mais algumas coisas que achei na minha frente.
Preparei tudo e arrumei na bandeja, peguei uma flor no jardim e coloque em um pequeno vaso no meio da bandeja, subi às escadas lentamente passei pelo corredor até a porta do nosso quarto, empurrei a porta com o pé e entrei colocando a bandeja no lado vazio da cama.
- Amor... - chamei-a baixinho em seu ouvido - (Seu apelido) acorda... - dei beijos pelo seu rosto e ela se mexeu - Olha o que eu trouxe para você.
(Seu nome) se remexeu e abriu os olhos lentamente, se sentando com as costas encostada à cabeceira.
Eu: Bom dia meu amor! - sorri e ela não respondeu, então coloquei a bandeja em seu colo - Espero que goste...
(Seu nome) não disse nada e mal me olhou, seus olhos estavam inchados como se ela tivesse chorado a noite toda, o que provavelmente aconteceu. Fiquei observando-a comer até que resolvi quebrar o silêncio.
- Me desculpe por esquecer seu aniversário, (seu apelido)... - olhei em seus olhos - Eu sei que isso não vale como desculpa, mas eu estava muito ocupado, teve vários shows para fazer.
- Então você se lembrou?!
- Na verdade...  Foram às crianças. - falei envergonhado
- Você é um idiota Harry e nossos filhos não são "crianças"... Sabe o nosso padrinho? O Liam? Ele lembrou, e o cara em que eu passei vinte anos da minha vida e com quem eu tenho dois filhos maravilhosos, não... - disse tudo rápido com lágrimas nos olhos
- Por favor, amor... Me desculpe, como você disse eu sou um idiota. - tirei a banheira do seu colo e coloque minhas mãos em seu rosto - Mas esse idiota te ama tanto que você não tem nem ideia do tamanho, você é a mãe dos meus filhos, a mulher da minha vida e não quero que você fique triste, por favor.
- Eu não estou triste, só chateada...  Você preferiu dormir ao invés de ficar comigo no meu aniversário. - fez um pequeno biquinho
- Isso não vai mais acontecer, nunca mais... Eu prometo.
Beijei seus lábios, um beijo que expressava saudade, amor e carinho. Deitei-me puxando-a para deitar-se em meu peito, ficamos ali somente curtindo a companhia um do outro, eu afagando seus cabelos e (seu apelido) provavelmente ouvindo as batidas do meu coração que bate apenas por ela e nossos filhos.

Pedido da Mel...
Como eu não postarei mais no Directioner Star, trarei as postagens para cá e postarei as continuações aqui no One Dí Dreams.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hey! Obrigada por comentar! ♥
— Por favor, se comentar em anônimo deixe seu nome, apelido ou o que preferir no final do comentário como assinatura.
— Não use xingamentos e não desrespeite qualquer membro deste blog, desde leitores á autores.
— Comentários maldosos serão apagados.
— Críticas construtivas são bem aceitas.
— Cada um tem sua opinião, então respeite.
— Não esqueça que seu comentário nos anima a postar cada vez mais.