Image Map

Imagine Liam Payne | Who Is She? (Pedido/Parte 1)

em 27 de abril de 2015 |



"Amor, estou saindo do trabalho. Chego ai em meia hora."
Isso foi o que Liam meu marido ligou para falar, o problema é que já se passou meia, uma, duas horas e nada dele chegar.
Lewis nosso filho está dormindo tranquilo enquanto eu não consigo nem fechar os olhos. Liam nunca falta com sua palavra, sempre chega na hora marcada, nem um minuto a mais. Mas agora é diferente, ele está atrasado, muito atrasado.
Meu celular tocou no andar de cima e eu corri para atendê-lo, ao pegar o mesmo olhei para o número desconhecido na tela na indecisão de atender ou não, mas poderia ser algo importante e sem excitar nem mais um segundo, eu o atendi.
- A-alô? - minha voz saiu falha
- Senhora Payne? - perguntou uma voz feminina
- Sim, ela mesma.
- Liguei para avisa-la que seu marido senhor Liam Payne deu entrada no hospital St. Mary há uma hora. - minhas pernas ficaram bambas e eu cai sentada na cama
- Por que me avistam só agora? O que aconteceu com meu marido? - perguntei desesperada com lágrimas nos olhos
- Peço desculpas pela demora, só agora encontramos o número para contato.
- Tudo bem, mas me diga o que aconteceu... Qual o estado do meu marido?
- Parece que houve um acidente de trânsito, não posso informá-la sobre a situação do paciente por telefone, peço que venha até aqui para podermos informá-la melhor.
- Ok, obrigado... Já estou a caminho!
Desliguei o telefone não conseguindo segurar as lágrimas, só de pensar no Liam em um hospital me da um aperto no coração.
Andei até o guarda roupas pegando uma roupa adequada para sair no frio, depois de me vestir fui para o quarto de Lewis, peguei uma roupa de frio para ele também o vestindo enquanto ainda dormia. O peguei no colo, ele é um pouco grande para uma criança de cinco anos, mas não é pesado. Coloquei-o na cadeirinha no banco de trás travando o cinto em seguida, sentei-me na cadeira da frente respirando fundo antes de dar a partida.
Assim que cheguei ao hospital peguei Lewis no colo mais uma vez e entrei caminhando devagar até a recepção.
- Com licença, meu marido deu entrada nesse hospital hoje, o nome dele é Liam Payne e eu queria saber o estado dele. - falei para a mulher sentada atrás do balcão e ela começou a mexer em alguns papeis
- Liam Payne né?! Acho que o estado dele não é muito bom, ele chegou aqui todo ensanguentado... - meus olhos se arregalaram e as lágrimas voltaram - Mas não tem o nome dele em nenhuma certidão de óbito, então acho que ele não morreu...
- Senhorita Jenner, não assuste a moça desse jeito... Você tem que acalmar os parentes dos pacientes não deixá-los ainda mais nervosos. - me virei vendo um homem alto vestido de branco, cabelos na altura dos ombros e olhos extremamente verdes.
- Desculpe Dr. Styles! - pude ouvir a voz da recepcionista
- Meu nome é Harry Styles e eu sou o neurologista que está cuidando do seu marido... - estendeu a mão para que eu pudesse cumprimentá-lo e eu o fiz - Peço desculpas por esse episodio de agora pouco, não leve em consideração nada que a senhorita Jenner falou... - se aproximou do meu ouvido colocando a mão do lado de sua boca - Ela fala pelos cotovelos. - sussurrou sorrindo
- Sim, mas qual é o estado do Liam? Depois do que eu ouvi... - suspirei cortando a minha própria fala
- Como eu disse não à porque se preocupar. Seu marido teve uma leve lesão na cabeça e agora passa bem, vamos esperá-lo acordar para ver se não ouve nenhuma sequela e ele terá que ficar um tempinho em observação. - respirei aliviada - Sugiro que vá para casa e espere que ele acorde, pedirei para informá-la assim que isso acontecer.
- Obrigado Dr. Styles! Será que eu posso vê-lo? - perguntei esperançosa
- Sim claro, mas a criança tem que ficar. - assenti - Posso ficar com ele se quiser, não tenho nenhum paciente agora e a senhorita não pode demorar te dou no máximo três minutos. - assenti mais uma vez deixando Lewis no colo do Dr. Styles e me disparando para a porta do quarto em que ele me mostrou
Em frente à porta tinha uma janelinha de vidro onde pude ver Liam deitado desacordado e com a mangueira do soro em sua veia. Abri a porta calmamente entrando no quarto em passos leves para não fazer barulho, me aproximei de sua cama e pude ver uma faixa branca em volta de sua cabeça. Ele respirava calmamente e eu agradeço a Deus por ele estar vivo, se algo acontecesse com ele eu não sei o que seria de mim e do nosso filho.
- Liam amor, eu estou aqui para você... - segurei sua mão e com a outra acariciei seu rosto - Acorda logo para me dizer que está tudo bem, que isso não passou de um susto... Eu te amo! – selei nossos lábios rapidamente - Tenho que ir, mas venho te ver amanhã.
Sai do quarto e Dr. Styles me esperava do lado de fora da porta, peguei Lewis de seu colo me despedindo, não sem antes deixar claro que eu voltaria no dia seguinte.
Como o combinado estou no hospital, são nove da manhã e eu deixei Lewis com a vizinha. Liam já acordou e Dr. Styles pediu para que eu o esperasse diagnosticá-lo primeiro, estou o esperando há meia hora já estava aflita e então vi o doutor sair da sala.
- Agora posso vê-lo né?! - perguntei animada
- Antes eu tenho que explicá-la uma coisa...
- Por favor, explique depois quero vê-lo primeiro. - falei sem esperá-lo responder e andei rápido em direção ao quarto
Entrei no quarto vendo Liam sentado na cama ainda com a faixa em volta de sua cabeça, corri até ele o abraçando e distribuindo beijos em seu pescoço.
- Meu amor, que susto você me deu... - olhei em seus olhos com um imenso sorriso - Nunca mais faça isso, por favor.
- Quem é ela? - sussurrou para o doutor, mas eu pude ouvir e em imediato meu sorriso desapareceu.
- Como assim? - olhei confusa para o médico que estava do outro lado da sala
- Eu tentei avisar! - disse Dr. Styles
- Eu tenho um filho... - disse baixo atraindo nossos olhares - Onde está Lewis?
...




Pedido da Mel
Eu estava sem ideia para o nome desse mini e usei a fala do Liam que tem em uma música da Taylor que eu adoro Blank Space... "Oh my God, who is she?"



4 comentários:

Hey! Obrigada por comentar! ♥
— Por favor, se comentar em anônimo deixe seu nome, apelido ou o que preferir no final do comentário como assinatura.
— Não use xingamentos e não desrespeite qualquer membro deste blog, desde leitores á autores.
— Comentários maldosos serão apagados.
— Críticas construtivas são bem aceitas.
— Cada um tem sua opinião, então respeite.
— Não esqueça que seu comentário nos anima a postar cada vez mais.